Explorador de recursos do Analytics Platform

Implementação

A plataforma Oracle Analytics está disponível na nuvem com a Oracle Analytics Cloud (OAC), no local com o Oracle Analytics Server (OAS) ou em uma implementação híbrida usando ambas.

Tamanho da computação em nuvem

A OAC foi desenvolvida na infraestrutura de nuvem de última geração da Oracle (OCI) e é um serviço nativo de nuvem que pode ser implementado com um tamanho de computação entre 2 e 52 OCPUs, dependendo das cargas de trabalho de análise. O produto também oferece a flexibilidade de ampliar e reduzir ambientes da OAC, com a capacidade de alternar entre 2 a 8 OPCUs e entre 10 e 12 OPCUs em incrementos de +/-2. Quando não for necessário acessar uma instância específica da OAC, ela pode ser pausada para reduzir os custos.

Gerenciamento de identidades

A autenticação na nuvem é fornecida pelo Oracle Identity Cloud Service (IDCS). Se o logon único (SSO) for necessário, a OAC poderá federar com outros provedores de identidade, como o Microsoft Active Directory. Os servidores de identidade compatíveis on-premises são o Microsoft Active Directory, Microsoft Active Directory Lightweight Directory Services, Open LDAP, Oracle Access Manager, Oracle Access Manger Single Sign-on, Oracle Directory Server Enterprise Edition, Oracle Internet Directory e Oracle Unified Directory. Consulte a matriz de certificação para ver versões e dependências específicas.

Funções e permissões

O Oracle Analytics fornece segurança baseada em função. A segurança baseada em função pode ser especificada no nível do usuário, do grupo e da função. Use funções existentes, como Autor de Conteúdo do DV e Administrador de Serviço do BI, ou crie funções organizacionais personalizadas.


Figura 1: Funções da aplicação disponíveis

Segurança de dados

Defina permissões de acesso precisas a dados (por linha e função), relatórios e projetos. Mapeie permissões de leitura, gravação e controle total para indivíduos, funções e grupos. Cada usuário tem sua própria pasta de conteúdo privada. Promova a colaboração em projetos por meio de pastas compartilhadas e do catálogo de conteúdo da OAC.

Figura 2: Designação de permissões de acesso baseadas em objeto

Otimizações de execução

Otimize as operações de runtime designando conjuntos de dados conectados como ativos ou armazenados em cache. Use a tecnologia de consulta direta para enviar as solicitações de dados para suas fontes nativas. Programe fluxos de dados para serem executados em intervalos predeterminados. Configure projetos para serem atualizados em intervalos abertos e prescritos para garantir que os dados mais recentes estejam sempre disponíveis.

Opções de migração do OBIEE legadas

Os clientes existentes do OBIEE têm a opção de atualizar a implementação e permanecer on-premises com o Oracle Analytics Server (OAS) ou migrar seu conteúdo para a nuvem com a Oracle Analytics Cloud (OAC). Permanecer on-premises e atualizar para a OAS está incluído nos acordos de suporte ativos no momento. Se for preferível migrar para a nuvem, o conteúdo existente do OBIEE poderá ser migrado para uma nova instância da OAC. Para obter mais informações sobre a migração do OBIEE para o OAS, consulte o guia de destino do OBIEE.

Opções de implementação híbrida

Há duas configurações de implementação híbrida:

Híbrido de dados

Todos os dados são mantidos on-premises, enquanto os recursos de análise fornecidos com a OAC são executados na nuvem. É uma escolha de desempenho permitir o armazenamento em cache de alguns dados ou certos tipos de dados ou garantir que nenhum dado seja persistido na camada de nuvem.

Saiba mais sobre híbrido de dados

Híbrido de desenvolvimento

Nesta configuração, a OAC e o OAS são implementados. O ambiente de análise de produção permanece on-premises com o OAS para garantir que nenhum dado seja enviado ou persista na camada de nuvem. O ambiente de análise de desenvolvimento da OAC que contém dados de teste não confidenciais permanece na nuvem para economia de custos. Quando prontos, os relatórios criados na nuvem são promovidos para o ambiente de produção on-premises.

Sistemas operacionais on-premises compatíveis

OAS: Os sistemas operacionais compatíveis com o OAS são de 64 bits: Oracle Linux, Red Hat Enterprise Linux, SUSE Linux Enterprise Server, Microsoft Windows x64 e Oracle Exalytics Machine. Consulte a matriz de certificação oficial para ver versões e dependências específicas.