Palestra do Oracle OpenWorld 2017: Larry Ellison

Larry Ellison Apresenta "Um Grande Negócio":
O Banco de Dados Autônomo da Oracle

O Oracle Database 18c se corrige, ajusta e atualiza automaticamente sem intervenção manual, o que minimiza a possibilidade de erro humano e comportamento malicioso.

Por Rob Preston



O CTO da Oracle Larry Ellison apresenta o primeiro banco de dados autônomo do mundo.

SÃO FRANCISCO, EUA. Larry Ellison viu o futuro da tecnologia da informação, que aponta para sistemas autônomos, adaptativos e autogerenciáveis mais seguros do que nunca.

De acordo a palestra de abertura do presidente executivo e CTO da Oracle no Oracle OpenWorld, esse futuro já chegou. E chegou na forma do Oracle Database 18c, que ele descreveu como o primeiro banco de dados 100% autônomo do mundo: o carro-chefe da De acordo com a palestras. ficou ainda mais confiável e econômico.

Os recursos de autocorreção e aplicação de patches automática do Oracle Database 18c, com tecnologia de aprendizado de máquina (segundo Ellison, uma "tecnologia tão revolucionária quanto a Internet"), reduzirão a intervenção humana e praticamente eliminarão erros humanos, o que ajudará a diminuir riscos e permitir que gerentes de bancos de dados se concentrem em trabalhos de alto nível.

Os SLAs da Oracle garantem 99,995% de disponibilidade aos clientes, mantendo os tempos de inatividade planejados e não planejados em menos de 2,5 minutos por mês.

"E isso é um grande negócio. Ninguém mais faz isso", afirmou Ellison. "Essa é a nossa maior inovação dos últimos tempos."

Assim como veículos autônomos, robôs, drones e outras máquinas inteligentes baseadas em aprendizado de máquina estão transformando o transporte, a manufatura, a entrega de produtos e outros setores, a tecnologia de aprendizado de máquina vai revolucionar a segurança e o gerenciamento de TI." Os algoritmos poderão ajudar empresas a melhorar a segurança de informação ao analisar resmas de dados registrados e sinalizar discrepâncias e anomalias em padrões antes que os invasores causem danos. Ellison deu como exemplo uma varejista da Califórnia que conseguiu bloquear um invasor da Ucrânia que se passava por CFO para invadir o sistema de finanças.

No caso da autonomia do Oracle Database 18c, os algoritmos de aprendizado de máquina corrigem, ajustam, fazem backup e atualizam o sistema ativo de forma automática e contínua, sem intervenção manual. Esse recurso minimiza a possibilidade para erro humano e comportamento malicioso.

"É uma guerra cibernética entre computadores", apontou Ellison, citando o recente caso da Equifax, que expôs informações pessoais de 143 milhões de norte-americanos, causado em grande parte por erro humano: uma falha ao corrigir sistemas de rede importantes. "Por isso, precisamos de sistemas muito melhores e de bastante automação para defender nossos dados."

Garantia Real

Além disso, o Oracle Database 18c autônomo não exige janela de tempo de inatividade para provisionamentos, backups, aplicações de patches, atualizações e outras atividades de manutenção. Segundo Ellison, os contratos de nível de serviço da Oracle vão garantir aos clientes 99,995% de disponibilidade, mantendo os tempos de inatividade planejados e não planejados em uma média menor que 2,5 minutos por mês ou 30 minutos por ano.

Larry Ellison

"O banco de dados autônomo da Oracle vai operar de maneira mais rápida e exigir menos suporte de mão de obra do que as ofertas semelhantes da AWS", garantiu o CTO Larry Ellison.

"Muitos dos concorrentes da Oracle, entre elas a Amazon Web Services, também prometem mais de 99% de tempo de atividade em seus serviços de bancos de dados de nuvem, mas com um porém.

Eles não consideram tempos de inatividade planejados ou não planejados devido à manutenção, a bugs de software, a mudanças de configuração e a patches de segurança. Eles excluem tudo isso, praticamente todos os motivos que levam você ao tempo de inatividade, e dizem 'não paramos nunca'."

O Oracle Database 18c será "elástico", ou seja, poderá expandir ou reduzir instantaneamente os recursos de computação e armazenamento. "E como o banco de dados vai operar de maneira mais rápida (consumindo menos processamento e armazenamento) e exigir menos mão de obra de suporte do que as ofertas da AWS, a Oracle garantirá uma economia de pelo menos 50% para os clientes que migrarem dos bancos de dados e da nuvem da AWS para a nuvem da Oracle", completou.

Maior Desempenho, Menores Gastos

Ellison mostrou aos participantes do Oracle OpenWorld seis comparações com cargas de trabalho reais que ilustravam o preço/desempenho do banco de dados autônomo do Oracle Cloud em relação ao Oracle Database na nuvem do AWS e no próprio banco de dados do Redshift na nuvem da AWS.

"O resultado: a solução exclusiva da Oracle não precisa de administração, o que facilita definir tabelas e carregar dados ao promover compressão automática, armazenamento em cache e indexação. Em contrapartida, a solução da AWS exige muitos ajustes e administração, além de incluir mão de obra e custos de tecnologia de suporte", disse Ellison.

"Em vez de desvalorizar os administradores de bancos de dados, o Oracle Database 18c os livra das tarefas manuais rotineiras.

Com o AWS, você precisa contratar várias pessoas para instalar o sistema e provisionar o sistema, bem como ajustar, descarregar e recarregar o banco de dados. Isso exige muita experiência e administração, além de ser muito caro em termos de mão de obra e estar sujeito a erros humanos e uma conta alta da Amazon, em comparação ao investimento menor com a Oracle."

A princípio, a Oracle planeja lançar duas versões da nuvem do Oracle Database 18c. Uma versão para data warehouse e cargas de trabalho de análise avançada, chamada Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud, será lançada este ano. Ela fornecerá armazenamento de coluna in-memory duas vezes mais rápido, bem como processamento de consultas e análise avançada in-memory para dados externos cem vezes mais rápidos. Uma versão de processamento de transações on-line chamada Oracle Autonomous Database Cloud será lançada no 3º trimestre de 2018, que promete um OLTP in-memory quatro vezes mais rápido.

Assim como nas demais ofertas de nuvem da Oracle, a empresa oferecerá todas as versões do novo banco de dados na nuvem pública ou protegidas pelos firewalls da nuvem do programa de clientes. A Oracle também planeja outros serviços autônomos, incluindo Autonomous Express Database Cloud Service e Autonomous NoSQL Database Cloud Service.

Habilidades de Alto Nível

Ellison enfatizou: "Em vez de desvalorizar administradores e gerentes de bancos de dados, os recursos de autogerenciamento do Oracle Database 18c livrarão esses recursos das tarefas manuais do dia-a-dia e colocarão o trabalho deles em evidência.

Você perceberá uma migração e uma evolução das habilidades de bancos de dados e poderá se concentrar mais no design de esquemas e bancos de dados e em diferentes tipos de análise avançada de dados (como aprendizado de máquina), conhecendo e configurando políticas sobre o que é essencial e o que exige recuperação de desastres. Autorização: quem tem permissão para ver os dados, quem está proibido de acessá-los e quando. Todos esses aspectos e muitos outros que protegem os seus dados com o tempo, já que a segurança está se tornando uma questão cada vez mais séria."

As soluções de tecnologia ficarão ainda melhores.


Safe Harbor
As informações acima têm o objetivo de traçar a direção dos nossos produtos em geral. Elas são destinadas somente a fins informativos e não poderão ser incorporadas a nenhum contrato. Elas não representam um compromisso de fornecimento de qualquer material, código ou funcionalidade e não devem servir como base para tomada de decisões de compra. O desenvolvimento, o lançamento, a vigência e o preço de quaisquer recursos ou funcionalidade descritos para produtos da Oracle podem mudar e permanecem a critério da Oracle Corporation. São aplicadas as tarifas para novas ofertas de produto do Database.

As declarações contidas neste artigo relacionadas a planos, expectativas, crenças e intenções futuras da Oracle são "prospectivas" e estão sujeitas a riscos e incertezas materiais. Tais declarações são baseadas em expectativas e conjecturas atuais da Oracle, algumas das quais estão além do controle dela. Todas as informações neste artigo foram atualizadas pela última vez em 2 de outubro de 2017, e a Oracle não se responsabiliza por corrigi-las de acordo com novos dados ou eventos.