Oracle Cloud: Transformando modelos de IT a "Database as a Service (DBaaS)"

Por Joel Pérez Oracle ACE Director e Jean Maia
Postado em Abril 2016

Saudações a comunidade Oracle! Neste artigo, teremos a oportunidade de entender um pouco sobre um tema que estará em pauta nos próximos anos: A migração do nosso ambiente de TI para a nuvem. Neste artigo há um enfoque na concepção do conceito de “Database as a Service (DBaaS)”. Com esta definição, é possível entender questões como: Para que serve, em que se baseia, para que tipo de situações funciona.

Nota: Para este artigo, as palavras “Cloud” e “Nuvem” são sinônimos.

Conceito


DBaaS
: É um modelo de “cloud” que permite aos usuários realizarem requerimentos por demanda de ambientes de banco de dados através de um catálogo de serviços pré-definidos utilizando um quadro de aprovisionamento auto-service. Os pontos-chave que beneficiam este modelo são: agilidade e implantação mais rápida de serviços de banco de dados. Na nuvem os recursos ao banco de dados são alocados e desalocados com grande flexibilidade, sendo possível a alocação de novos recursos durante uma demanda especifica e a sua posterior liberação. Os recursos computacionais utilizados são monitorados para posteriormente ser cobrados do consumidor.   
Algumas caracteristicas fundamentais para um serviço DBaaS são: disponibilidade ao cliente sob demanda sem a instalação e configuração de qualquer hardware ou software com antecedência, pagamento apenas pelo uso e sem necessidade de contratos de longo prazo e o fornecedor é responsável pela gestão do serviço.

Qual é o principal vantagem de um ambiente DBaaS?

Um ambiente DBaaS pode simplificar a infraestrutura de TI, tornando a funcionalidade de banco de dados distribuído para muitos usuários e várias seções com o mesmo hardware mais fácil. 
Em geral, a criação de ambientes de banco de dados pode levar dias ou semanas. "DBaaS" pode reduzir a atividade a minutos, além de criar uma infraestrutura de TI mais simples, garantindo maior agilidade para as empresas e diminuindo riscos e custos associados.
Na figura a seguir, podemos verificar as vantagens de um ambiente "DBaaS" para as áreas das nossas organizações.

Agilidade - Agility

   A agilidade, em termos gerais, é obtida através de três características principais: Auto-Serviço, Catálogo de Serviços e Elasticidade.

  •   Auto-Serviço "Self-Service": Usuários optam por obter recursos com base em um portfólio de produtos e configurações associadas. Podendo escolher instâncias "DBaaS", bases de dados, etc. Para a aplicação desses recursos, o usuário deve apenas acessar um portal e fazer gestão deles.
  •   Catálogo de Serviços "Service Catalog”: No catálogo de serviços encontram-se os possíveis recursos para utilização.
  •   Elasticidade "Elasticity": Os recursos de infra-estrutura utilizam da habilidade de elasticidade para ter a capacidade de adicionar ou remover elementos de um conjunto de recursos. Podem ser adicionados: servidores, memórias, disco, software e muito mais.

Custo - Cost

    Os custos são reduzidos com base nos conceitos de: Recursos Compartilhados, Medição e Automação.

  • Recursos Compartilhados “Shared Resources”: Recursos podem ser compartilhados para reduzir custos. Um exemplo disto é o conceito de consolidação de banco de dados por meio de arquitetura de “Multitenant”, que possibilita a criação de múltiplos databases em uma instância de banco de dados.
  • Medição "Metering": A utilização dos recursos são medidos para controlar os respectivos pagamentos e para analisar como os recursos dos usuários estão sendo utilizados em um ambiente privado "DBaaS"
  • Automação "Automation": Grande número de processos podem ser automatizados pelos serviços oferecidos no modelo "DBaaS", como suporte completo aos ambientes de bases de dados.

Ricos - Risk

O risco em certas áreas definidas é diminuída pela delegação de certas responsabilidades para o provedor de serviços em nuvem

  •  Alta disponibilidade "Higher Availbility": a alta disponibilidade é parte central e fundamental de quase todos os sistemas computacionais de nossa era. Em ambientes locais podemos possuir níveis de disponibilidade em várias camadas, como: banco de dados, storage e o  "data center" em geral. A Alta disponibilidade, em sua mais ampla definição, está relacionada com o data center. E fica sob responsabilidade do prestador oferecer o serviço com alta disponibilidade  
  •  Maior Segurança "Tighter Security" é mais simples devido as configurações padronizadas para acessar esses ambientes em nuvem.
  •  Controle Maior "Greater Control": através de Enterprise Manager e ferramentas específicas para "DBaaS", pode ser estabelecida grande controle e fácil administraçao de todo este modelo.

Uma das principais questões que surgem quando falamos de "DBaaS" é: Quais as situações mais propicias para a criação de um ambiente DBaaS?

As configurações "DBaaS" estão ganhando mais aceitação por organizações especializadas ou que têm grandes atividades de desenvolvimento e testes, que mais comumente conhecido como "Dev" & "Test", uma vez que os desenvolvedores podem criar e / ou usar ambientes e bancos de dados de acordo com suas necessidades. Eles podem ter recursos disponíveis rapidamente, sem a necessidade de suporte de TI, evitando o processo usual de aquisição e inicialização de servidores. Este nível de independência e flexibilidade permite aos desenvolvedores e especialistas em controle de qualidade, a criação de novos bancos de dados sob demanda com extremamente agilidade. Por exemplo, se você estiver usando um ambiente de armazenamento com a geração de "Snapshot de armazenamento", como o Oracle ZFS, seria possível clonar um banco de dados "pluggable" instantaneamente.

Quais os benefícios na implementação do DBaaS?

Entre muitos aspectos, podemos destacar que para algumas empresas, agências, organizações, etc., que não têm o nível de orçamento para a criação e manutenção um típico "Data Center", em que teriam que ter o seu próprio espaço ou alugar uma seção em um centro de informática, acrescentando a isso o custo de hardware (servidores, armazenamento), serviços de comunicação, em alguns casos e mais.
Sob o modelo de "DBaaS" é possível contratar o serviço demandado de forma imediata, com custos previsíveis. 
Fácil de obter e fácil interromper, quando não se deseja mais contar com o serviço.

Outra questão que muitas vezes quando se fala de "DBaaS" é: Como monitorar os custos e encargos?

Software de gerenciamento de sistemas, tais como "Oracle Enterprise 12c Manager" fornecem visibilidade sobre o uso efetivo dos recursos e a proporção do que o usuário tenha utilizado. Esta solução comprovada de gerenciamento de nuvem inclui ferramentas para integração, "chargeback" "planejamento de capacidade." Um componente importante desta solução é "Oracle Enterprise 12c Cloud Management Pack for Oracle Database“, que permite que os administradores "DBaaS" identificar recursos em cluster, configurar acesso baseado em função, definir catálogos de serviços e planos de chargeback . Esta ferramenta mantém os usuários e administradores conscientes sobre custos e serviços, estabelecendo a responsabilidade pela utilização de recursos.

Componentes ideais para um ambiente privado "DBaaS"

"Oracle 12c Database": A versão 12c do banco de dados foi projetada para habilitar  "DBaaS" como parte de uma estratégia abrangente e aprofundada de uma arquitetura Cloud". Esta arquitetura usa o paradigma "Multitenant", no qual um banco de dados "Container" pode hospedar e gerenciar muitos bancos de dados  chamados de "pluggable". A arquitetura "Multitenant" oferece muitos atributos com a capacidade de lidar com muitos bancos de dados como se fossem uma única e simples entidade que maximiza a densidade de consolidação e simplifica a administração.

"Oracle Enterprise 12c Manager" é a ferramenta que fornece ciclo completo para gerenciamento de "DBaaS". Permite aos administradores gerenciem o ciclo completo de um banco de dados em "Cloud" em sua fase de planejamento, testes e implantação de monitoramento de desempenho. Isso inclui todas as ferramentas para "chargeback" e "planejamento de capacidade" com uma gama de visibilidade e gerenciamento de ambientes físicos e virtualizados.

 Agora disponível a nova versão do Oracle Enterprise Manager 13c, você pode conferir aquí.               

"Oracle Exadata": é um sistema de engenharia que fornece uma plataforma excepcional para implantação "DBaaS". Ele suporta vários modelos de implementação, várias cargas de trabalho e múltiplos níveis de serviço em uma plataforma integrada. Otimização do armazenamento, interconexões de armazenamento calculado gestão de recursos e I / O permite uma variedade de configurações totalmente adaptados às necessidades dos clientes.

 

Nos próximos artigos vamos continuar abordando este tema interessante. Esperando mais uma vez que este material seja benéfico a você, nos depedimos. Até a próxima. Saudações.

 


Joel Pérez é um DBA (Oracle ACE Director, Maximum Availability OCM, OCM Cloud Admin. & OCM12c/11g) Especialista com mais de 16 anos de experiência real no mundo da tecnologia Oracle, especializada na concepção e implementação de soluções: Nuvem, alta disponibilidade, recuperação de desastres, Upgrades, replicação e toda a área relacionada com bancos de dados Oracle. Joel serve como "Chief Technologist & MAA, TEM Architect" para www.Enmotech.com Yunhe ENMO (Beijing) Technology Co. Ltd. Beijing, China. OCM Perfil Joel Perez: http://education.oracle.com/education/otn/JoelPerez.htm

Jean Maia é bacharel em Ciência da Computação e Oracle DBA. Possui conhecimentos em Alta Disponibilidade, Backup/Recovery, Replicação e Tuning. Além de experiências com outras soluções Oracle como: Oracle Soa Suite, ODI e Oracle NoSQL. Siga Jean em seu blog: http://jeanmaiadba.blogspot.com.br

Este artigo foi revisto pela equipe de produtos Oracle e está em conformidade com as normas e práticas para o uso de produtos Oracle.