Oracle Golden Gate 11g Instalacao e Atualizacao

Por Nelson Noboru Tokoi e Murilo Cerone Nascimento
Postado en Maio 2011

Objetivo
Este tutorial tem como objetivo mostrar os passos necessários para instalar e atualizar o Oracle GoldenGate (OGG) em um sistema operacional Linux.

Overview
As duas tarefas mais simples de se executar em um ambiente utilizando o OGG são a instalação e a atualização (upgrade de versão). Cada banco de dados possui um conjunto de pré-requisitos necessários para a instalação do OGG, neste tutorial iremos realizar a instalação do OGG para o Banco de Dados Oracle.

Requisitos de Software e Hardware
O sistema tem que ter instalado os seguintes produtos:

  1. Banco de Dados Oracle 11g

Caso necessário, inicie os serviços e componentes do Banco de Dados Oracle 11g.

Pré-Requisitos
Antes de iniciar este tutorial, certifique-se de que seu ambiente atenda aos seguintes requisitos:

  1. Banco de Dados Oracle 11g instalado. Caso necessário, inicie os serviços e componentes do Banco de Dados Oracle 11g.
  2. Download dos arquivos de instalação do OGG 10.4 e 11g para o Banco de Dados Oracle 11g na plataforma Linux. O download pode ser realizado em http://edelivery.oracle.com

Instalando o Oracle GoldenGate
Nesta seção do tutorial instalaremos a versão 10.4 do OGG para o Banco de Dados Oracle 11g na plataforma Linux (esta seção pode também ser utilizado para a instalação da versão 11g e em outras plataformas UNIX). Antes de iniciar a instalação é necessário preparar o sistema operacional e o banco de dados para um ambiente com o OGG.

1. Navegue até o diretório home do usuário de instalação do OGG e edite o arquivo profile do usuário (.bash_profile) com um editor de texto. Você precisa configurar algumas variáveis de ambiente para que o OGG funcione corretamente.

2. Como o OGG se conecta ao banco de dados (na extração para coletar metadados e na replicação para aplicar as transações capturadas), é necessário alterar as variáveis ORACLE_HOME e ORACLE_SID para a instância de banco de dados correta.

 

Variável

Valor

ORACLE_HOME

Insira o caminho do diretório de instalação do Banco de Dados Oracle

ORACLE_SID

Insira o SID da instância do Banco de Dados Oracle


* Opcionalmente, você pode utilizar o parâmetro SETENV do OGG para sobrepor as configurações das variáveis no sistema operacional. Por exemplo, no caso de haver mais de uma instância do Banco de Dados Oracle no mesmo ambiente.

3. Além disso, o OGG utiliza bibliotecas compartilhadas do próprio banco de dados. Por este motivo, você deve definir a variável de bibliotecas compartilhadas do seu sistema operacional com o diretório de bibliotecas do banco de dados e o diretório de instalação do GoldenGate. No caso do Banco de Dados Oracle, você deve colocar o valor $ORACLE_HOME/lib.

 

* A variável de bibliotecas compartilhadas depende do sistema operacional, como mostra a tabela abaixo:


Sistema Operacional

Variável de Ambiente

Linux, Sun Solaris or HP Tru64

LD_LIBRARY_PATH

HP-UX

SHLIB_PATH

IBM AIX and IBM z/OS

LIBPATH

4. Salve o arquivo e feche o editor de texto. Com as variáveis de ambiente configuradas, abra uma conexão com o banco de dados utilizando algum cliente (como o SQL*Plus e SQLDeveloper) e crie um usuário para o Oracle GoldenGate. Dependendo da função (origem e/ou destino) do banco de dados, diferentes permissões para o usuário são necessárias, como mostra a tabela abaixo.

Permissão

Origem

Destino

CREATE SESSION, ALTER SESSION

X

X

RESOURCE

X

X

CONNECT

X

X

SELECT ANY DICTIONARY

X

X

FLASHBACK ANY TABLE
or
FLASHBACK ON <owner.tabela>

X

 

SELECT ANY TABLE
or
SELECT ON <owner.tabela>

X

X

INSERT, UPDATE, DELETE ON <tabelas destino>

 

X

CREATE TABLE

 

X

EXECUTE on DBMS_FLASHBACK package

X

 


5. Para que o OGG replique corretamente updates e deletes, é necessário que o log suplemental a nível de banco de dados, que garante que a chave de identificação única de cada linha esteja no log, seja ativado. Abra uma conexão com o banco de dados utilizando algum cliente (com a permissão necessária) e execute o comando ALTER DATABASE ADD SUPPLEMENTAL LOG DATA;.

 

6. Certifique-se de que o log suplemental a nível de banco de dados está ativo utilizando o comando SELECT SUPPLEMENTAL_LOG_DATA_MIN FROM V$DATABASE;. A saída deve ser YES ou IMPLICIT.

 

7. Para garantir que os online redo logs subsequentes contenham os dados do log suplemental mínimo, realize um log switch no banco de dados com o seguinte comando ALTER SYSTEM SWITCH LOGFILE;. Ao finalizar, feche sua conexão com o banco de dados.


Com o ambiente preparado, podemos agora instalar o OGG.

8. Navegue até o diretório de instalação do OGG (o arquivo de instalação deve estar localizado no mesmo diretório) e descompacte o arquivo de instalação utilizando a ferramenta unzip (unzip <arquivo .zip>).

9.Infle o arquivo (.tar) gerado utilizando o seguinte comando tar -vxf <arquivo.tar>.

 

 

10. Execute o comando ./ggsci para entrar na interface de gerenciamento GGSCI do OGG. Dentro do GGSCI execute o comando CREATE SUBDIRS. Feche o GGSCI.

 


Com a instalação finalizada, você pode começar a criar e configurar os processos de replicação do OGG. Para maiores informações de como configurar e administrar o OGG acesse o Administrator’s Guide (http://download.oracle.com/docs/cd/E22355_01/doc.11111/e21513.pdf) que está presente na documentação do OGG.

Atualizando o Oracle GoldenGate

Nesta seção do tutorial iremos mostrar a atualização do OGG da versão 10.4 para a versão 11g.

1. Primeiramente, você terá que criar um novo diretório, que será usado temporariamente, para a instalação da nova versão. Copie o arquivo de instalação do OGG 11g para este diretório temporário e repita os passos 8 e 9 da seção Instalando o Oracle Goldengate (Não execute o passo 10!).

2. Navegue até o diretório da versão 10.4, entre no GGSCI (./ggsci) e pare todos os processos de captura (Extract) e de entrega (Replicat) do OGG em execução.





3. Por fim, pare o processo Manager. Feche o GGSCI.

 

4. Copie todos os arquivos da versão 11g (instalados no diretório temporário) para o diretório atual da versão 10.4 do OGG. Neste exemplo, vamos copiar todos os arquivos do diretório /u01/gg_oracle (temporário) para /u02/gg_oracle.

 

5. Execute o GGSCI (./ggsci) e note a alteração na versão.

 

6. Note também que todos os processos foram mantidos. Após a atualização, você pode reiniciar os processos normalmente, o OGG voltará a processar as transações do ponto em que havia parado antes da atualização.

 







Postado por Nelson Noboru Tokoi Junior (nelson.tokoi@oracle.com) e Murilo Cerone Nascimento (murilo.nascimento@oracle.com), Sales Consultant, Oracle Strategic Accounts. Oracle Brasil.