Nenhum resultado encontrado

Sua pesquisa não corresponde a nenhum resultado.

Sugerimos que você tente o seguinte para ajudar a encontrar o que procura:

  • Verifique a ortografia da sua pesquisa por palavra-chave.
  • Use sinônimos para a palavra-chave digitada; por exemplo, tente “aplicativo” em vez de “software.”
  • Tente uma das pesquisas populares mostradas abaixo.
  • Inicie uma nova pesquisa.
Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes: Oracle BYOL to PaaS

  • O que é o Oracle BYOL?

    BYOL significa “traga sua própria licença”. Anteriormente, você podia levar suas próprias licenças para o Oracle IaaS, e não era possível aproveitar as licenças existentes para obter os benefícios da automação do PaaS. Mas isso mudou. Oferecemos o Oracle BYOL to PaaS, que permite que nossos clientes aproveitem seus investimentos nas licenças on-premise existentes durante a jornada para a nuvem.

    A oferta atual da Oracle tem “PaaS incluído na licença.” Ela inclui:

    • Processamento com suporte
    • Automação
    • Direito e suporte à licença

    O Oracle BYOL to PaaS inclui:

    • Processamento com suporte
    • Automação

    Os clientes trazem seus direitos de licença no local e recebem suporte de licença por meio do acordo de suporte existente.

    Enquanto os clientes aproveitam o direito de licença local, eles podem migrar para a nuvem por um custo menor.

  • Se eu quiser migrar um direito da licença para a nuvem, poderei retorná-lo de volta para o local?

    Sim. Você tem total mobilidade de licença entre o local, a nuvem pública e o Oracle Cloud at Customer.

  • Como os direitos de licença no local são mapeados para o Oracle Cloud no Oracle BYOL?

    As regras de mapeamento estão definidas na Descrição de Serviços de Créditos Universais do Oracle PaaS e IaaS.

    Em um alto nível, uma Licença do Processador Oracle mapeia para duas OCPUs. Consulte o documento acima para obter mais detalhes.

  • Todas as ofertas existentes de PaaS com licença incluída têm uma contraparte do Oracle BYOL to PaaS?

    Não. Há serviços exclusivos da nuvem que não têm análogos on-premise. Alguns exemplos incluem: Oracle Mobile Cloud, Oracle Integration Cloud, Oracle API Platform Cloud Service, Oracle Analytics Cloud, Oracle Internet of Things Cloud Service e Oracle Visual Builder Cloud Service.

    Esses serviços estão disponíveis somente como PaaS incluídos na licença, pois não há direitos de licença locais para levar à nuvem.

  • Como o Oracle BYOL to PaaS é afetado pelo novo modelo do Oracle UC?

    Os clientes podem usar seus créditos para provisionar e gastar créditos em serviços PaaS incluídos na licença ou em serviços do Oracle BYOL to PaaS.

  • Os clientes precisam continuar pagando tarifas de suporte anual para licenças locais no BYOL to PaaS?

    Sim.

  • Os direitos de licença no local para Oracle Database Standard Edition, Oracle Database Database Standard Edition 1 e Oracle Database Standard Edition 2 estão mapeados no Oracle Database Standard Edition Cloud Service?

    Sim.

  • Um cliente pode mesclar o PaaS incluído na licença e o Oracle BYOL to PaaS na mesma instância provisionada?

    Não é possível mesclar os dois na mesma instância.

  • Com o PaaS incluído na licença, os clientes podem apenas dimensionar verticalmente e são cobrados por hora para “alugar” o serviço da Oracle. Como o dimensionamento funciona para o Oracle BYOL to PaaS?

    O mesmo recurso existe com uma diferença significante. Com o Oracle BYOL to PaaS, os clientes podem trazer um direito de licença do local para a nuvem. Então, se um cliente tiver várias licenças não usadas no local, ele poderá dimensionar verticalmente a fim de corresponder à demanda, desde que tenha o número adequado de direitos de licença de BYOL.

  • Um cliente não pode fazer o Oracle BYOL to PaaS para a carga de trabalho de um estado constante e dimensionar verticalmente usando o PaaS incluído na licença?

    Depende da arquitetura. Se o cliente puder dimensionar horizontalmente ao adicionar novas instâncias, ele poderá iniciar novas instâncias com PaaS incluídos na licença.

    No entanto, em muitas situações, eles precisam dimensionar uma instância verticalmente ao adicionar mais núcleos a ela (especificamente, o banco de dados). Nesse caso, não é possível combinar o Oracle BYOL to PaaS com PaaS incluído na licença, na mesma instância. Isso deve estar em todos os núcleos do Oracle BYOL to PaaS ou nos núcleos incluídos na licença.

  • Já que garantimos que cada cliente que usa o PaaS incluído na licença do Oracle Database tenha acesso ao Diagnostics Pack, ao Tuning Pack, ao Data Masking and Subsetting Pack e ao Real Application Testing, vamos estender a mesma experiência para clientes Oracle BYOL?

    Sim. Quando um cliente traz um direito de licença do Oracle Database Enterprise Edition para o Oracle PaaS, ele receberá os direitos de usar o Diagnostics Pack, o Tuning Pack, o Data Masking and Subsetting Pack, e o Real Application Testing sem ter direitos de licença no local para essas opções de banco de dados.

  • O Diagnostics Pack, o Tuning Pack, o Data Masking and Subsetting Pack e o Real Application Testing estão incluídos para clientes que trazem a licença para o IaaS?

    Não, esses direitos são concedidos apenas para clientes que trazem a licença para o PaaS.

  • Os clientes do Oracle Unlimited License Agreement podem certificar licenças trazidas para o Oracle Cloud?

    Não.

  • Como posso estimar meus custos com os programas Oracle UC e Oracle BYOL to PaaS?

    Insira suas informações na Ferramenta de estimativa de custo.