A Hormel unifica finanças e RH com Oracle Cloud Applications

Com o Oracle Cloud EPM, ERP e HCM, a empresa global de alimentos moderniza e conecta os principais sistemas para aumentar o desempenho.

Os relatórios das marcas, sejam eles referentes ao fluxo de caixa, ao demonstrativo de resultados ou aos itens do balanço patrimonial, são apresentados da mesma forma.

Jim SheehanVice-presidente executivo e diretor financeiro, Hormel Foods

Uma estratégia audaciosa

Quando algumas empresas decidem modernizar os sistemas de informação, elas apenas tentam acompanhar a concorrência. A Hormel Foods adotou uma abordagem diferente: liderou a mudança.

A Hormel Foods agora oferece suporte ao portfólio de mais de 50 marcas icônicas com software de negócios em uma única plataforma, Oracle Cloud Applications. É uma mudança que surpreendeu a indústria de alimentos, mas não é incomum para uma empresa que passou 130 anos na vanguarda da inovação. Ocasionalmente, Jim Sheehan, vice-presidente executivo e diretor financeiro, recebe ligações de colegas incrédulos. “Eles perguntam: "Vocês não estão executando uma instância da Oracle para todas as marcas, certo?" A resposta é: "Sim, na verdade estamos. E é uma grande vantagem.”

Essa vantagem surgiu com o contrato de grande sucesso da empresa em fevereiro de 2021 para adquirir a marca Planters por US$3,35 bilhões. Administrar o negócio em uma nuvem simplifica a integração ou a incorporação de empresas adquiridas. “Mover a Planters para a Oracle Cloud é muito mais fácil do que migrá-la para um sistema criado internamente, especialmente do ponto de vista do RH e da folha de pagamento”, diz Mark Vaupel, vice-presidente de TI da Hormel Foods. “Com todos os dados em um só lugar, todos falamos a mesma língua, o que ajuda a mover e integrar dados, adicionar pessoas à folha de pagamento, obter informações sobre benefícios, configurar contas e assim por diante. Temos um playbook comprovado."

A empresa com sede em Austin, Minnesota, começou a escrever esse playbook há vários anos, quando seus líderes perceberam que precisavam de uma grande mudança na tecnologia da informação. Como uma empresa de alimentos de marca global com marcas líderes no espaço de CPG (bens de consumo) e serviços de alimentação, a Hormel Foods adota rapidamente a tecnologia e usa a inovação ágil em processos e sistemas. Entre as marcas mais notáveis estão: Planters, SKIPPY, SPAM, Hormel Natural Choice, Applegate, Justin’s, Wholly, Hormel Black Label e Columbus.

À medida que a empresa continua fazendo aquisições estratégicas, ela adquiriu diferentes sistemas de TI. “Tínhamos vários sistemas para várias empresas que não interagiam bem entre si,” diz Sheehan. “Eles não apresentavam uma visão clara do desempenho da empresa, eram difíceis de manter e, sinceramente, se tornaram um fardo para nossa competitividade.”

Em alguns casos, as aplicações de gerenciamento de capital humano (HCM) e planejamento de recursos empresariais (ERP) não eram atualizadas há mais de 15 anos. Alguns sistemas dependiam de uma única pessoa – “quem quer que tenha entendido o código em que foi escrito”, diz Sheehan. Além da complexidade, a Hormel Foods personalizou muitas das aplicações para atender às necessidades de marcas individuais.

À medida que a empresa enfrentava esses desafios, o objetivo não era apenas equilibrar o jogo. “Queríamos estar à frente,” diz Sheehan. “Estávamos tentando fazer uma mudança geracional e ultrapassar nossos concorrentes.”

 

A todo vapor

A Hormel Foods é louca pela Oracle

Em 2019, a Hormel Foods lançou o Projeto Orion, um esforço estratégico e abrangente para modernizar os principais sistemas de negócios. Trabalhando com a Oracle desde 1998, a empresa usou a Oracle e o parceiro KPMG para migrar para HCM, ERP e seus sistemas One Supply Chain baseados na nuvem.

“Sabíamos que a Oracle tinha a estratégia de nuvem certa,” diz Vaupel. “Além de oferecer um ambiente de nuvem de fusão, onde os sistemas em nuvem estão bem integrados, a Oracle tem o compromisso de atualizar continuamente suas tecnologias. Agora, recebemos atualizações trimestrais para cada aplicação, o que nos permite aproveitar as novas eficiências, além de garantir que nossos sistemas sejam tão seguros quanto necessário.”

A Hormel Foods entrou em operação com o Oracle Fusion Cloud HCM em janeiro de 2020 e com o Fusion Cloud ERP em junho, bem como com o Oracle Cloud EPM. Posteriormente, a equipe de TI começou a implementar a Oracle Supply Chain Management Cloud. A Oracle Integration and Migration, um serviço da Oracle Cloud Infrastructure (OCI), foi usada para conectar rapidamente aplicações e dados. O momento foi interessante: a Hormel Foods avançou com sua modernização apesar de estar no meio de uma pandemia global. “Tínhamos que confiar no trabalho em equipe”, diz o Controlador Assistente Eldon Quam. “Funcionários da Oracle, KPMG e Hormel Foods estavam trabalhando juntos. Se não estivesse familiarizado com o grupo, não saberia a diferença entre um funcionário da Hormel Foods e o funcionário de outra empresa.”

Essa colaboração valeu a pena. No verão passado, a Hormel Foods viu seu primeiro fechamento parcialmente automatizado ocorrer sem problemas. O mesmo aconteceu para mover os processos de compra para a nuvem, apesar da grande turbulência externa nas cadeias de suprimentos globais.

Acima de qualquer coisa, a Hormel Foods ganhou uma plataforma única – uma fonte confiável. “Temos visibilidade de todos os negócios do mesmo ponto de vista”, diz Sheehan. “Os relatórios das marcas, seja sobre o fluxo de caixa, demonstrativo de receita ou itens do balanço patrimonial, são todos apresentados da mesma maneira. Quando olhamos para a base de funcionários, vemos a totalidade, não apenas 70% dos funcionários, com informações diferentes sobre os outros 30%.”

 

A força do um

Com o Oracle Analytics, a Hormel Foods construiu um modelo de previsão para identificar oportunidades de crescimento em suas muitas marcas. “No passado, analisávamos as marcas individualmente”, diz Jana Haynes, vice-presidente e controladora. "Isso ainda é importante, mas agora que estamos em uma plataforma centralizada, podemos notar coisas que não eram perceptíveis antes."

Um exemplo: a Hormel Foods está prevendo fortes vendas em todas as marcas de serviços de alimentação, que comercializam para restaurantes, hotéis e outros operadores de serviços de alimentação. “Estamos considerando isso em tudo, desde operações até o planejamento de demanda”, diz Sheehan. "Conforme a economia se recupera e os restaurantes reabrem, a última coisa que se espera é uma escassez de produtos em um canal onde a demanda é alta".

A Hormel Foods tem uma visão panorâmica semelhante dos dados de compras globais. Com todas as compras, exceto para China e Brasil, na Oracle Cloud, é mais fácil analisar os fornecedores. Por exemplo, a empresa descobriu que algumas de suas marcas pagavam mais do que outras pelo mesmo item. Outro fato importante: o número de fornecedores que são a única fonte de itens em que suas marcas confiam. Saber disso permite que a empresa explore fontes alternativas e esteja pronta caso um fornecedor se mostre incapaz de atender à demanda.

“Esse tipo de análise gera uma vantagem competitiva”, diz Sheehan. “Isso nos ajuda a ter visão de futuro e a tomar decisões mais inteligentes.”

Uma empresa inovadora de 130 anos continua operando da melhor forma.

 

Parceiros

A abordagem KPMG Powered Enterprise permitiu que a Hormel explorasse diretamente o design organizacional avançado, tecnologia de ponta, processos e modelos operacionais para acelerar a implementação da Oracle Cloud.

Publicado:3 de setembro de 2021