Nenhum resultado encontrado

Sua pesquisa não corresponde a nenhum resultado.

Sugerimos que você tente o seguinte para ajudar a encontrar o que procura:

  • Verifique a ortografia da sua pesquisa por palavra-chave.
  • Use sinônimos para a palavra-chave digitada; por exemplo, tente “aplicativo” em vez de “software.”
  • Tente uma das pesquisas populares mostradas abaixo.
  • Inicie uma nova pesquisa.
Perguntas Frequentes

Oracle Cloud: Configurando o Oracle WebLogic com 2 nós em Cluster

Por Skant Gupta , Joel Pérez  & Franky Weber F.,
Publicado en Junho 2017

Neste artigo vamos mostrar como configurar o WebLogic com 2 nós em Cluster para um Java Cloud Service.

Há 2 pré-requisitos principais para configurar o WebLogic na nuvem:

  • Pelo menos um banco de dados na nuvem deve estar ativo;
  • A versão do banco de dados deve ser compatível com a versão do WebLogic.

INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA CONFIGURAÇÃO DA INSTÂNCIA

Siga os passos abaixo para a configuração básica um servidor para o WebLogic:

  • Faça login na sua conta do Oracle Cloud Services;
  • Acesse o “Oracle Database Cloud Service” e crie um novo serviço;
  • Selecione as chaves SSH como apresentado na figura logo abaixo;
  • Selecione “Oracle Java Cloud Service” no campo Service Level;
  • Selecione “Oracle WebLogic Server 12c 12.1.3.0” no campo Service Release;
  • Selecione “Enterprise Edition” como Software Edition;
  • Selecione o MeteringFrequency como achar conveniente.

Clique no botão 01 para continuar.

02

DETALHES DE CONFIGURAÇÕES DO SERVIÇO

Service Configuration

  • Defina o Cluster Size como 2.
  • Selecione o Compute Shape como preferir (mínimo OC3 - 1 OCPU, 7.5 GB RAM)

Database Configuration

  • Selecione o nome do seu serviço de banco de dados, no exemplo aqui é “CloudGG”;
  • Forneça o nome do usuário administrativo, “SYS”;
  • Insira a senha deste usuário.

WeblogicConfiguration

  • Defina um nome para o usuário administrativo, no nosso exemplo será “weblogic”;
  • Defina uma senha para este usuário.(Obs: O usuário e a senha serão necessários para acessar a console do WebLogic posteriormente);
  • Confirme a senha reinserindo a mesma;
  • Marque os dois checkbox (“EnableaccesstoAdministration Console” e “Deploy Sample Application”)

Obs: Se o cluster size ou o número de nós for maior do que 1, é altamente recomendado a configuração de um LoadBalancer.

Clique no botão 01 para continuar.

03

Finalmente, verifique a configuração e clique em “Create” para criar o Java Cloud Service.

04

Após alguns minutos o nosso Java Cloud Service estará criado.

05

Clique no nome do serviço (CloudWL) para abrir a página principal. Para ver a aplicação exemplo “Sample Application” fornecida, apenas clique na URL na página principal.

06

Habilite as regras de acesso para as portas 8989 e 7002 para a console do LoadBalancer e do WebLogic Server, respectivamente.

Clique no ícone 07 e então selecione “Access Rules” como mostrado abaixo.

08

Novamente clique no ícone 07, desta vez no que corresponde às regras “ora_p2otd_ahttps”e ”ora_p2admin_ahttps”e então clique em habilitar.

09

Clique no ícone 07 na parte superior da tela e selecione “Open Weblogic Server Console”. Isso fará com que uma nova aba seja aberta.

10

Agora entre com as credenciais fornecidas por você durante a criação e configuração do Java Cloud Service.

11

No lado esquerdo abra o “Environment” e clique em “Servers” onde você verá os servidores gerenciados e o status das mesmas.

12

Expanda os “Services” novamente no menu esquerdo e clique em “Data Sources”.

A conexão com o banco de dados estará disponível com o Database Service fornecido durante a configuração.

13

Clique novamente no ícone 07 no topo da página e selecione “Open Fusion Middleware Control Console”, o qual também abrirá em uma nova aba.

14

A partir do Fusion Middleware Control você pode gerenciar seu WebLogic Domain e executar muitas outras atividades.

15

Como pudemos constatar, é muito simples criar um Java Cloud Service e monitorá-lo e administrá-lo utilizando o Fusion Middleware Control.

Esperamos que este mais este artigo tenha sido útil e deixamos o convite de continuar acompanhando as próximas publicações focadas na Oracle Cloud.

Skant Gupta é um Oracle Certified Professional Cloud,12c & 11g RAC Certified, trabalha como DBA Sênior na Etisalat em Dubai. Temmais de 5 anos de experiênciaem diferentes tecnologias Oracle, focando principalmente em banco de dados, soluções de alta disponibilidade, WebLogic e GoldenGate.

Joel Pérez é um DBA (Oracle ACE Director, MaximumAvailability OCM, OCM Cloud Admin. & OCM12c/11g) Especialista commais de 16 anos de experiência real no mundo da tecnologia Oracle, especializada na concepção e implementação de soluções: Nuvem, alta disponibilidade, recuperação de desastres, Upgrades, replicação e toda a área relacionada com bancos de dados Oracle. Joel serve como "Chief Technologist & MAA, TEM Architect" para www.Enmotech.com Yunhe ENMO (Beijing) Technology Co. Ltd. Beijing, China. OCM Perfil Joel Perez: http://education.oracle.com/education/otn/JoelPerez.htm

Franky Weber Faust atua como administrador de banco de dados Oracle e MySQL no PagSeguro, tem 26 anos, é graduado em Tecnologia em Bancos de Dados e iniciou sua carreira trabalhando num projeto internacional da Volkswagen com os bancos de dados DB2 da IBM, SQL Server da Microsoft e também com o Oracle e desde o início direcionou seus estudos para as tecnologias Oracle. É especialista em tecnologias de Alta Disponibilidade como RAC, Dataguard e GoldenGate e compartilha seus conhecimentos no blog loredata.com.br. Possui as certificações OCE SQL, OCA 11g, OCP 12c, OCS RAC 12c e OCS Linux 6.

Este artigo foi revisto pela equipe de produtos Oracle e está em conformidade com as normas e práticas para o uso de produtos Oracle.