Nenhum resultado encontrado

Sua pesquisa não corresponde a nenhum resultado.

Oracle Business Intelligence Cloud Service

Oracle Business Intelligence Cloud Service
Visualização de Dados:
É Melhor na Nuvem?

Por David Carr

 

Criar esquemas de dados é uma etapa importante para torná-los compreensíveis e úteis. Com toda a empolgação em torno de fontes de dados inovadoras, como a computação social ou a Internet das Coisas, a análise de dados acabará indo para algum relatório ou painel que será decifrado por alguém.

Ofereça Análise Avançada Ágil

Aproveite os benefícios da análise avançada ágil na nuvem.

Isso exige tempo, ferramentas e decisão. Embora o uso da nuvem para business intelligence em si não acarrete a decisão ideal, ele pode oferecer novas ferramentas e mais tempo para se concentrar na criação de visualizações mais claras e nítidas, de acordo com Tim e Dan Vlamis, autores de Visualização de Dados para Oracle Business Intelligence 11g e diretores da Vlamis Software Solutions.

“O interessante é que a nuvem permite que uma empresa se torne mais ágil e passe mais tempo trabalhando em visualizações porque outra pessoa está cuidando da infraestrutura”, disse Tim Vlamis.

Em vez de gastar tempo otimizando as consultas SQL ou a configuração de data warehouse, os desenvolvedores de BI podem considerar se um gráfico de barra, linha ou pizza é a melhor maneira de transmitir informações, ou se faz sentido manter uma apresentação de tabela usando tipografia e espaços em branco para facilitar a leitura dos dados. Eles podem “dedicar tempo e esforços para garantir uma excelente experiência para os usuários”, acrescentou Tim Vlamis.

  • Analise suas visualizações de dados por alguns instantes e você será capaz de contar uma história mais compreensível.
    Torne os Dados Visuais

    Analise suas visualizações de dados por alguns instantes e você será capaz de contar uma história mais compreensível. Aqui estão algumas das melhores práticas a seguir, cortesia da Vlamis Software Solutions. (5 slides)

  • Use uma cor escura para ajudar a destacar informações importantes.

    Use uma cor escura para ajudar a destacar informações importantes. Aqui, a receita e o custo aparecem em cores suaves, enquanto a barra de lucro é mais escura para realçar as informações principais.

  • Ordene os nomes de linhas e colunas por valores, e não em ordem alfabética.

    Ordene os nomes de linhas e colunas por valores, e não em ordem alfabética. Em seguida, use um mapa de calor para mostrar claramente as contribuições relacionadas por grupo de produtos e receita total por escritório de vendas.

  • Use um gráfico de barras empilhadas para comparar a receita total de cada segmento de clientes com facilidade.

    Use um gráfico de barras empilhadas para comparar a receita total de cada segmento de clientes com facilidade e, nesse segmento, receita por gênero. Essa disposição é mais compreensível do que incluir uma barra separada para cada valor.

  • As cores de fundo claras podem ajudar a agrupar colunas para facilitar a interpretação e a leitura rápida.

    As cores de fundo claras podem ajudar a agrupar colunas para facilitar a interpretação e a leitura rápida.

Assim como em outros softwares da nuvem, o BI em nuvem abre possibilidades para usuários comerciais desejam evitar a TI. "Se isso é bom ou não, depende se a organização de TI realmente agrega valor, por exemplo, ao aconselhar usuários comerciais sobre quando os serviços em nuvem são apropriados e direcioná-los para as melhores opções", disse Tim Vlamis.

No entanto, para qualquer serviço em nuvem, a opção de autoatendimento “é um recurso fundamental para usuários comerciais que temem recorrer à TI”, explicou Holger Mueller, analista da Constellation Research.

"Os usuários comerciais também podem usar uma abordagem pouco sofisticada à arquitetura de dados, haja visto como as tecnologias de análise avançada se tornaram tão poderosas", acrescentou Mueller. Nos bastidores, um serviço de nuvem pode usar tecnologias como o Hadoop, que permitem armazenar grandes volumes de informações sem que os usuários saibam antecipadamente como eles as consultarão, em vez de seguir as práticas tradicionais do banco de dados relacional. “Vivemos em um mundo onde a tecnologia pode fazer mais do que os negócios podem absorver”, disse.

À Frente da Curva

À medida que mais aplicativos de negócios migrarem para a nuvem, os aplicativos de análise avançada e business intelligence fluirão naturalmente. Se os dados se originam na nuvem, faz sentido analisá-los nela também. Mais um motivo para fazer análises avançadas na nuvem: possibilidade de acesso a recursos mais avançados.

Por exemplo, o Oracle Business Intelligence Cloud Service inclui alguns recursos importantes que não estão disponíveis no ’software on-premise— Visual Analyzer, além de um recurso de mashup de dados.

O Visual Analyzer permite que até mesmo os usuários não técnicos selecionem alguns conjuntos de dados e gerem o que o software considera a melhor visualização para os relacionamentos entre esses itens. “Ele faz um bom trabalho”, afirmou Dan Vlamis. “Ele sempre faz o que consideraríamos ser a opção ideal? Não. Mas, como ferramenta de exploração, ele permite que os usuários comerciais descubram padrões e entendam melhor seus dados”, comentou.

"A Oracle também melhorou suas visualizações padrão ao remover a confusão visual, como um gradiente de fundo decorativo em um gráfico, que tira a atenção do conteúdo informativo", disse Tim Vlamis. O Oracle Business Intelligence Cloud Service permite que você faça upload de seus dados próprios e adicione-os a uma análise avançada. Por exemplo, um analista do governo pode melhorar uma análise avançada de receita por estado a fim de ajustá-la por população, mesmo que os dados da população não estejam incluídos no data warehouse. O analista poderia fazer upload de uma planilha de dados do censo e visualizar os resultados em um mapa.

Tim Vlamis

 Demonstrações do Visual Analyzer causam inveja no mundo on-premise. Todo mundo adora o Visual Analyzer e está louco para tê-lo.  

—Tim Vlamis, diretor, Vlamis Software Solutions

“Você conseguiria persuadir o pessoal de TI a carregar essas informações em tabelas e mapeá-las?” perguntou Vlamis. “Claro, mas isto torna você mais ágil ainda.” Os usuários comerciais chegam ao mesmo tipo de análise ad hoc que conseguiam fazer em planilhas, mas com a ajuda de análises e visualizações mais avançadas.

"Demonstrações do Visual Analyzer causam inveja no mundo on-premise", afirmou Tim. “Todo mundo adora o Visual Analyzer e está louco para tê-lo.”

Esse é um assunto recorrente na computação em nuvem: recursos avançados costumam chegar primeiro na nuvem. Mais do que a maioria de seus concorrentes, a Oracle garante a mesma tecnologia na nuvem e como software corporativo tradicional para maximizar a portabilidade entre os dois. Mesmo assim, novos recursos podem entrar em produção mais rapidamente em um ambiente de nuvem controlado pela Oracle.

Ao aproveitar os recursos avançados, bem como a liberdade de se concentrar na qualidade da análise avançada(em vez da engenharia de banco de dados), os usuários da nuvem podem oferecer um BI melhor.


Vamos Começar