Entendendo o Backup para Cloud e Oracle Database Backup Cloud Service

Por Matheus Boesing
Postado em Junho 2016

Revisado por Marcelo Pivovar - Solution Architect

Saudações Comunidade! Este é o primeiro artigo de uma trilogia na qual iremos entender, instalar, configurar e utilizar o Oracle Database Backup Service, ofertado na categoria Data Management Cloud do Oracle Cloud Platform as a Service (PaaS).

Neste primeiro artigo destacaremos a importância do modelo de backup de banco de dados para cloud e as vantagens da solução ofertada pela Oracle neste segmento.

Backup de Bancos de Dados para Site Externo

Toda solução de Disaster Recovery (DR) completa envolve uma solução de backup offsite como prevenção a desastres geolocalizados. Este conceito se fortaleceu após o Sarbanes-Oxley Act (SOX) de 2002, sobretudo face aos diversos casos de empresas que perderam seus dados em decorrência do atentado às Torres Gêmeas em 2001.

Não é novidade a utilização de fitas magnéticas para soluções de salvaguarda externa. Estas soluções, contudo, envolvem uma série de custos operacionais para manutenção, substituição, deslocamento e armazenamento das fitas, além das restrições de desempenho causadas pela escrita serializada. Existe um amplo mercado de produtos especializadas na emulação de fitas (VTL - Virtual Tape Library), visando implementação de modelos disk-to-disk-to-tape (D2D2T) e disk-to-tape (D2T), integrados ao RMAN (Recovery Manager) através do MML (Media Management Layer). Estas soluções, contudo, possuem custo de licenciamento adicional, além do envolvimento de fornecedores externos na arquitetura do backup do seu banco de dados Oracle.

Entendendo o Backup para Cloud e Oracle Database Backup Cloud Service

Neste cenário, qual a relação custo-benefício em manter uma infraestrutura completa de backup, considerando áreas em disco adicionais, licenciamento das soluções de terceiros para VTL, transporte e armazenamento físico destes dados offsite? Esta solução está aderente ao Recovery Time Objective (RTO) e Recovery Point Objective (RPO) que o negócio demanda? Com qual frequência são realizados testes de restauração dos dados offsite? E finalmente, qual a elasticidade desta solução?

Backup de Banco de Dados para Cloud e Oracle Database Backup Service

Dado este panorama, os benefícios da utilização de backup para cloud ficam evidentes. Não obstante a redução do custo total de propriedade (TCO – Total Cost of Ownership), simplificação na logística, transparência e elasticidade do modelo, a utilização do Oracle Database Backup Service (ODBS) garante que uma solução de backup implementada fim-a-fim pelo mesmo fornecedor, inibindo falhas decorrentes de conflitos entre soluções heterogêneas.

O ODBS trabalha em conjunto com o Oracle Storage Cloud Service, encapsulando a comunicação com o RMAN, através do Oracle Database Cloud Backup Module (ODCBM). O ODCBM provê a integração com o RMAN através do MML, como qualquer outra solução de VTL, de modo que as mesmas rotinas de backup já implementadas podem ser mantidas. Esta integração garante todo o portfólio de funcionalidades tradicionalmente oferecidas pelo RMAN, como Compression e Encrypting. O Oracle Storage Cloud Service, por sua vez, provê espelhamento triplo dos dados, uma garantia adicional em relação ao modelo convencional, vulnerável a falhas físicas das fitas magnéticas.

No que tange a Segurança, cabe destacar que o ODBS tem por requisito a utilização de solução de Encrypting. O RMAN oferece basicamente 3 modalidades para tal:

  • Transparent Encryption of Backups: Através do uso de Oracle Wallet.
  • Password Encryption of Backups: Uso de palavra-chave.
  • Dual Mode Encryption of Backups: Combinação do Transparent Encryption e Password Encryption.

Entendendo o Backup para Cloud e Oracle Database Backup Cloud ServiceA wallet ou password é armazenada on-premise, de modo independente dos arquivos de backup. Assim, os dados na cloud estão criptografados e somente são acessíveis através desta chave local.

Dentre as funcionalidades do RMAN, cabe destacar a importância de recursos como backup compression, uma vez que o limitador de throughput do canal de backup passa a ser o acesso a internet. Neste sentido, soluções que otimizam o tráfego de arquivos proporcionam ganhos não somente ao tempo de backup, mas também na utilização banda. Cabe ressaltar que existe um trade-off em relação a taxa de compressão e consumo de CPU a ser considerado.

Existem duas modalidades de precificação deste serviço: Metrificada e Não-Metrificada. A primeira leva em consideração área de armazenamento utilizada em GB, taxa de dados transferidos (outbound) em GB e possui taxação para ações realizadas (put, copy, post, list ou get, o delete é gratuito). A segunda possui cálculo mais simples, considerando apenas armazenamento utilizado por mês, em TB. Cada uma destas alternativas possui suas vantagens, a considerar as dimensões dos bancos de dados e a natureza das operações realizadas.

A tabela abaixo apresenta um comparativo entre os modelos de backup offsite envolvendo fita magnética e o Oracle Database Backup Service:

Itens de Backup

D2T

D2D2T

ODBS

Suporte a Desastre Geolocalizado

Sim

Sim

Sim

Necessita Transporte Físico de Backups

Sim

Sim

Não

Compressão de Backup

Sim

Sim

Sim

Backup Encryption

Sim

Sim

Sim

Paralelismo Backup

Não

Sim

Sim

Garantia de Encrypt dos dados Offsite

Não

Não

Sim

Solução de VTL (terceiro)

Sim

Sim

Não

Área em Disco para Backup Local

Não

Sim

Não

Espelhamento de Backup Offsite

Não

Não

Triplo

Custo de Adesão

Elevado

Elevado

Baixo

Recovery Time Objective (RTO)

Alto

Alto

DBSize/Internet Link

Recovery Point Objective (RPO)

Alto

Alto

Baixo

Teste de Backup Offsite

Complexo

Complexo

Simples

Custo de Atualização de Hardware de Backup

Sim

Sim

Não

Custo de Licenças de Terceiros

Sim

Sim

Não

Custo de Utilização de Hardware

Valor Total

Valor Total

Apenas Utilizado

Custo - Elasticidade da Solução

Elevado

Elevado

Baixo

Tempo - Elasticidade da Solução

Elevado

Elevado

Imediato


Dito isto, podemos resumir o ODBS como: Solução integrada para backup offsite com baixo custo de adesão, elasticidade e modelo pay-as-you-go, cuja segurança é garantida pelo protocolo através de chave de criptografia independente dos arquivos de backup e com total transparência para processos e scripts pré-existentes.

Agora que já entendemos a importância do modelo e os conceitos da solução, vamos experimentá-la!


Pode continuar a ler a segunda parte da trilogia aqui: Backup de Banco de Dados On-Premise para Cloud

 


Matheus Boesing é DBA Oracle especialista em infraestrutura de banco de dados, alta disponibilidade e performance. Possui ampla experiência na administração de VLDBs em Oracle RAC, diversas certificações técnicas e é entusiasta de PaaS/DBaaS, Cloud Computinge Continuous Delivery. Há 7 anos trabalhando exclusivamente com Oracle Database, Matheus é evangelista da tecnologia Oracle e compartilha conhecimentos com a comunidade através de posts semanais no blog GrepOra.com.

Este artigo foi revisto pela equipe de produtos Oracle e está em conformidade com as normas e práticas para o uso de produtos Oracle.