O que é multicloud?

A multicloud é uma estratégia de computação na nuvem que utiliza os melhores serviços de mais de um provedor de nuvem para implementar uma solução. Normalmente, a estratégia é orientada por requisitos de carga de trabalho, negócios e governança de dados. Uma solução multicloud integra IaaS, PaaS e SaaS em uma arquitetura bastante, ou pouca, acoplada. Uma solução multicloud bem projetada deve considerar a rede, o desempenho, a segurança, o gerenciamento operacional e o custo total de propriedade.

Os provedores de nuvem geralmente oferecem serviços gerenciados e ferramentas de autoatendimento que facilitam a entrega multicloud. Eles simplificam o design e a implementação de soluções multicloud ao abstrair a complexidade da implementação de uma camada específica de tecnologia que requer conhecimento especializado, como rede.

Padrões de solução multicloud

Para organizações que buscam otimizar recursos e gastos de infraestrutura em nuvem, uma solução multicloud pode ser a melhor abordagem. Ela confere às organizações o acesso a provedores de nuvem para que cargas de trabalho e dados possam ser colocados em um ambiente mais adequado às suas capacidades. Os seguintes padrões de solução multicloud demonstram como a computação multicloud pode ser utilizada de forma mais eficiente.

    • Arquitetura de pilha única

      Em uma arquitetura multicloud de pilha única, os serviços de dois provedores de nuvem diferentes são executados lado a lado como serviços nativos de uma só nuvem. Por exemplo, as organizações podem conectar sua plataforma de análise de dados à fonte de dados imediatamente adjacente. Essa arquitetura elimina a complexidade e o custo de movimentação de grandes quantidades de dados. Por exemplo, ao executar no Azure ou AWS como um serviço nativo, o Oracle Exadata Database Service combina-se com o Microsoft Power BI e o Azure Synapse ou o Amazon RedShift Analytics para oferecer o mais alto desempenho, disponibilidade e escalabilidade.

    • Arquitetura de pilha compartilhada para aplicação e banco de dados

      Em uma arquitetura de pilha dividida de aplicações multicloud, o front-end da aplicação e o back-end do banco de dados são implementados em diferentes nuvens com uma rede de baixa latência e alta largura de banda conectando as pilhas. As empresas podem aproveitar as aplicações web ou móveis para se conectarem a um banco de dados de alto desempenho. Essa arquitetura aproveita os melhores produtos e serviços na nuvem disponíveis. A aplicação pode ser desenvolvida em Java, PowerBuilder, Go, .NET, JavaScript, Swift, Kotlin e outras linguagens de programação. O back end pode ser em Oracle Database, Microsoft SQL Server database, MySQL, ou outros bancos de dados. É essencial ter uma conexão de rede privada dedicada entre os provedores de nuvem. Os parceiros de rede autorizados podem fazer essa configuração, a menos que já exista uma conexão cruzada entre esses provedores de nuvem.

      Saiba mais sobre a arquitetura de pilha compartilhada de aplicação e banco de dados multicloud

    • Arquitetura de pilha compartilhada para análises e banco de dados

      Em uma arquitetura multicloud de pilha dividida de análise, a análise de dados e o banco de dados são implementados em diferentes nuvens com uma rede de baixa latência e alta largura de banda conectando as pilhas. As empresas podem aproveitar as análises dos dados existentes para se conectarem ao banco de dados próximo à fonte dos dados. Essa arquitetura reduz a complexidade logística e os custos de migrar grandes volumes de dados. Microsoft Power BI e Azure Synapse Analytics ou Amazon Redshift junto com OCI Exadata Database Service ou Oracle Autonomous Database é um exemplo. Uma conexão de rede privada dedicada entre os provedores de nuvem é recomendada, a menos que exista uma conexão cruzada de rede entre os provedores de nuvem.

      Saiba mais sobre a arquitetura de pilha compartilhada para análises multicloud

    • Arquitetura de análise de dados SaaS ou ERP e de integração

      Nesta arquitetura multicloud, a aplicação SaaS ou ERP e a análise de dados ou aplicação personalizada são implementados em diferentes nuvens com uma conexão de rede de baixa latência e alta largura de banda. O SaaS ou ERP geralmente é a aplicação de missão crítica de uma organização que deve ser perfeitamente integrado com aplicações upstream e downstream, juntamente com análises e AI/machine learning (ML). Essa arquitetura permite que a organização seja flexível para adaptar aplicações personalizadas e inovar além dos limites da nuvem. Uma integração do Oracle E-Business Suite, SAP ou Microsoft Dynamics com aplicações personalizadas ou um data lakehouse na nuvem é um bom exemplo. Uma conexão de rede privada dedicada entre os provedores de nuvem é recomendada, a menos que exista uma conexão cruzada de rede entre os provedores de nuvem.

      Saiba mais sobre integrações SaaS multicloud

      Saiba mais sobre integrações ERP multicloud

    • Distribuição horizontal de carga de trabalho

      Uma solução multicloud distribuída empacota a aplicação com ou sem banco de dados em Kubernetes ou máquinas virtuais (VMs). Essa solução é flexível o bastante para funcionar em qualquer nuvem. Os casos de uso incluem cargas de trabalho sob demanda, como computação de alto desempenho (HPC) para renderização de animação, inteligência artificial, machine learning, tarefas analíticas e videogames. PostgreSQL, MongoDB e MySQL são as opções mais comuns quando um banco de dados é necessário. As cargas de trabalho são distribuídas dinamicamente horizontalmente para os clusters Kubernetes ou VMs em diferentes nuvens com base no desempenho, disponibilidade e custo. Recomenda-se ter uma conexão de rede privada dedicada ou uma rede privada virtual (VPN) entre a nuvem e os provedores de nuvem.

      Saiba mais sobre gerenciamento de carga de trabalho em contêiner multicloud

    • Implementação compartilhada de produtos e desenvolvimento

      A produção e o desenvolvimento são implementados em diferentes nuvens com uma VPN para conectar os ambientes. A organização mantém o ambiente atual de desenvolvimento e teste em uma nuvem enquanto executa a produção em várias nuvens para desempenho, residência/proximidade de dados e custos. A carga de trabalho pode ser composta por aplicações. Recomenda-se uma VPN entre os provedores de nuvem.

      Descubra como misturar e interligar nuvens

Benefícios multicloud

A pesquisa em multicloud de 2023 da S&P Global mostra que 97% das organizações usam mais de um provedor de nuvem. De acordo com a pesquisa, os principais fatores por trás da abordagem multicloud são otimização de custos, residência de dados e agilidade nos negócios. Uma estratégia multicloud oferece inúmeros benefícios, incluindo:

Otimização de custo Residência de dados Agilidade comercial
Melhores produtos e serviços Conformidade regulatória Alto desempenho
Sem vínculo com fornecedor Recuperação de desastres Alta disponibilidade

Um provedor forte para suas necessidades multicloud deve ter a capacidade de executar cargas de trabalho corporativas, oferecendo flexibilidade e versatilidade. Isso inclui a operação de cargas de trabalho de alto desempenho ou bancos de dados específicos ou pilhas de virtualização. No melhor cenário, as empresas que adotam uma estratégia multicloud podem otimizar o serviço, o preço e os recursos, mantendo a flexibilidade e garantindo a segurança e a interoperabilidade dos dados. Chegar lá requer algumas considerações, mas uma implementação multicloud pode potencializar a capacidade de uma organização prosperar quando feita corretamente.

Considerações sobre design multicloud

Ao projetar uma solução multicloud, é essencial considerar a latência da rede, as movimentações dos dados, a segurança, a orquestração e o gerenciamento de operações, que, em última análise, orientam as decisões de arquitetura.

Latência
Latência de rede e poder de processamento causam impacto direto sobre o desempenho da aplicação. Cada aplicação possui suas exigências específicas de latência. Algumas exigem uma latência baixa de milissegundo com apenas um dígito, e outras conseguem suportar uma latência de milissegundos com dois dígitos Aplicações de mensagens como E-Business Suite, PeopleSoft, JD Edwards EnterpriseOne, Siebel e Hyperion exigem baixa latência ideal — menos de dois milissegundos — entre a aplicação e o banco de dados. Normalmente, as aplicações Java EE e Fusion Middleware podem tolerar até 10 milissegundos entre a camada intermediária e o banco de dados.

Todas essas aplicações exigem uma conexão de rede dedicada para garantir baixa latência consistente. A distância física entre os data centers na nuvem é um fator — eles devem estar num raio de 64km. Data centers co-alocados são a melhor opção para esses tipos de cargas de trabalho. Integrações como links de API ou de banco de dados podem tolerar latências maiores. O tráfego pode circular pela internet ou uma rede virtual privada. Em uma arquitetura parcialmente integrada, a distância física dos data centers na nuvem não é crítica.

Movimentações de dados
Se dados em grande escala são transferidos com frequência através do limite da nuvem, a direção do fluxo de dados se torna essencial. Em geral, os provedores de nuvem não cobram pela entrada de dados, porém todos cobram uma taxa de saída. As taxas de saída de dados variam de provedor para provedor. É essencial considerar essa taxa de saída dentro de um projeto multicloud. Ademais, a residência de dados devem ser considerados na migração dos dados. Por exemplo, a LGPD adotada na União Europeia exige que todos os dados na União Europeia permaneçam dentro dos países pertencentes ao bloco. Algumas indústrias - incluindo telecomunicações; fabricação; cuidados de saúde; seguro; e software, TI e serviços de computador — têm requisitos rigorosos de localidade de dados.

Segurança
Em um ambiente multicloud, ferramentas de segurança diferentes e vários fornecedores podem resultar em operações de segurança complexas e aumento do número de funcionários de segurança, levando a ineficiências dispendiosas, ineficácia e riscos de segurança desnecessários. À medida que as organizações reavaliam sua pilha de tecnologia para fortalecer sua segurança cibernética e melhorar a agilidade, a escalabilidade e a eficiência, elas procuram provedores de nuvem que ofereçam produtos e serviços com segurança integrada e a capacidade de se integrar perfeitamente a fornecedores terceirizados. Uma estratégia de segurança em camadas pode simplificar a abordagem usando serviços de segurança de nuvem integrados oferecidos pelo provedor de nuvem combinados com APIs pré-criadas e parcerias de provedores de nuvem que integram provedores e modelos de eventos comuns para processar alertas em escala.

Orquestração
A forma que você implementa e gerencia uma arquitetura multicloud é de extrema importância. Cada nuvem possui seus conjuntos de ferramentas e fluxos próprios de trabalho. Isso aumenta a pressão sobre as equipes de TI para que se especializem em diversas tecnologias. É essencial escolher as ferramentas de automação para trabalhar entre nuvens. As ferramentas automatizadas estão disponíveis para rede, segurança, integração contínua e entrega contínua (CI/CD). Por exemplo, infraestrutura como código é essencial para maximizar a disponibilidade, escalabilidade, flexibilidade e otimização dos custos. Ao mesmo tempo, as ferramentas de segurança são cruciais para a implementação de segurança de confiança zero, controles de acesso e gerenciamento de sessões.

Uma ferramenta de automação é um componente essencial em uma implementação multicloud e gestão operacional. Ao escolher uma ferramenta de automação, você deve considerar suas pilhas de tecnologia on-premises, ferramentas e conjuntos de habilidades da equipe de TI atuais. A ferramenta deve funcionar em ambientes multicloud e de nuvem híbrida. Adicioná-la em fluxos de trabalho geralmente exige pessoal mais qualificado.

Gerenciamento de operações
O gerenciamento de operações inclui acesso ao suporte, monitoramento e alertas, atualizações de patches, conformidade regulatória e governança. É essencial definir práticas e procedimentos padrões entre plataformas na nuvem. A padronização do modelo operacional de nuvem pode ajudar as organizações a lidar com eficiência com as barreiras da multicloud em torno de pessoas, processos e ferramentas; fazer isso é essencial para produtividade, segurança contínua, consistência e resolução de incidentes mais rápida. Por exemplo, a equipe de suporte usa uma conta de logon único (SSO) e um ponto de acesso para acessar todas as nuvens, emitir alertas automáticos e integrar-se a um sistema de emissão de tíquetes.

Como a OCI acelera a implementação multicloud?

A Oracle Cloud Infrastructure (OCI) oferece uma série de produtos e serviços que simplificam a implementação de solução multicloud.

Oracle Database@Azure
A Oracle e a Microsoft expandiram sua parceria para fornecer serviços de bancos de dados Oracle executados na Oracle Cloud Infrastructure, colocalizados em data centers da Microsoft. O Oracle Database@Azure já está disponível na região do Microsoft Azure no Leste dos EUA. O serviço estará disponível em regiões adicionais em 2024, começando com Alemanha Central, Sul do Reino Unido, Leste da Austrália, Leste do Japão, Canadá Central, Sul do Brasil, França Central, EUA Central e Centro-Sul dos EUA. Mova os bancos de dados Oracle para a nuvem para obter os mais altos níveis de desempenho e disponibilidade com serviços executados na Oracle Cloud Infrastructure implementada no Microsoft Azure.

Oracle Interconnect for Microsoft Azure
O Oracle Interconnect for Azure oferece às organizações um caminho de migração simples para um ambiente multicloud que inclui serviços Oracle Cloud Infrastructure e interoperabilidade de serviços Microsoft Azure. De IaaS básico a PaaS e banco de dados Oracle, a integração perfeita permite que os clientes inovem usando o melhor da OCI e do Microsoft Azure. Essa conexão privada de baixa latência entre dois provedores de nuvem líderes traz inovação flexível e maximiza o retorno do investimento. O preço do Interconnect é baseado em portas, e não existe cobrança adicional pela largura de banda consumida.

Oracle Database Service for Microsoft Azure
O Oracle Database Service for Azure é um serviço gerenciado pela Oracle para que os clientes do Azure provisionem, acessem e operem rapidamente serviços de banco de dados Oracle de nível empresarial na OCI com uma experiência similar à do Azure. Os usuários podem criar facilmente aplicações do Azure com alto desempenho, alta disponibilidade e gerenciamento automatizado de serviços de banco de dados Oracle em execução na OCI. O Oracle Database Service for Azure oferece o Exadata Database Service, o Autonomous Database, o Oracle Base Database Service e o MySQL HeatWave.

Oracle MySQL HeatWave na AWS
O Oracle MySQL HeatWave na AWS é um banco de dados OCI totalmente gerenciado na computação da AWS com automação baseada em machine learning e recursos de segurança avançados integrados. Ele impulsiona OLTP e OLAP em um único serviço do MySQL Database — sem duplicação ETL. O MySQL HeatWave oferece ML automatizado integrado ao banco de dados com uma explicação dos modelos e resultados. É totalmente compatível com aplicações desenvolvidas no Amazon Ads, Amazon Aurora, AQUA for Amazon Redshift e Snowflake.

OCI Integration Services
Os serviços de integração da Oracle Cloud Infrastructure conectam qualquer aplicação e fonte de dados para automatizar processos de ponta a ponta e centralizar o gerenciamento. A ampla gama de integrações, com adaptadores predefinidos e personalização de baixo código, simplifica a migração para a nuvem, simplificando as operações híbridas e multicloud.

Oracle Cloud Infrastructure GoldenGate
O OCI GoldenGate é um serviço em tempo real para migrar, integrar ou descarregar dados de bancos de dados em ambientes de nuvem híbrida e multicloud. Esses bancos de dados incluem Oracle Database Cloud Service, Oracle Big Data Cloud Service, Oracle MySQL Cloud Service e qualquer banco de dados compatível com OCI GoldenGate. Com o OCI GoldenGate, você pode configurar rapidamente um ambiente GoldenGate na nuvem sem configurar os requisitos de infraestrutura ou plataforma.

Oracle API Gateway
O serviço API Gateway permite que você publique APIs com endpoints privados que são acessíveis de dentro de sua rede e que você pode expor com endereços IP públicos se quiser que eles aceitem o tráfego da Internet. Você pode usar um único gateway de API para vincular vários serviços de back-end (como balanceadores de carga, instâncias de computação e funções OCI) em um único endpoint de API consolidado. O serviço Oracle API Gateway está integrado ao OCI Identity and Access Management. Você pode usar o Oracle API Gateway para expor serviços a outros clientes de serviços em implementações multicloud e de nuvem híbrida.

Oracle Data Safe
O Oracle Data Safe capacita as organizações a entender a confidencialidade dos dados, avaliar os riscos dos dados, mascarar dados confidenciais, implementar e e monitorar controles de segurança, avaliar a segurança do usuário e monitorar sua atividade - tudo através de um console unificado. Esses recursos ajudam a gerenciar os requisitos diários de segurança e conformidade dos bancos de dados Oracle em ambientes multicloud e de nuvem híbrida.

Oracle Cloud Observability and Management Platform
A Oracle Cloud Observability and Management Platform permite que os clientes monitorem, analisem e gerenciem aplicações multicloud e ambientes de infraestrutura com visibilidade full stack, análises predefinidas e automação. As funcionalidades incluem monitoramento de aplicações e infraestrutura, registro e solução de problemas; monitoramento e gerenciamento de banco de dados; e gerenciamento de recursos de infraestrutura.

Casos de sucesso de clientes multicloud

Empresas de todos os portes com necessidades exclusivas usaram a infraestrutura de nuvem da Oracle para fornecer uma plataforma IaaS como parte de sua estratégia multicloud. Veja a seguir algumas histórias de sucessos de cliente multicloud da Oracle.

Veritas

A Veritas Technologies, líder em gerenciamento de dados multicloud, oferece resiliência contra ataques cibernéticos, ajudando a garantir proteção, capacidade de recuperação e conformidade de dados para mais de 80.000 clientes. A Veritas ingere 2 petabytes de dados oriundos de diversas fontes, com boa parte dos dados estruturados nos bancos de dados da Oracle. A Veritas usa serviços gerenciados multicloud da OCI para analisar os dados na fonte para fornecer insights em tempo real e obter desempenho 20 vezes melhor com cópia diária de dados incrementais.

Murad

Murad, uma marca de skincare reconhecida globalmente, se destaca com tratamentos e produtos baseados em ciência. A empresa percebeu que seu modelo de negócios complexo precisava de operações de back-office mais rápidas em suas plataformas de ERP, gerenciamento da cadeia de suprimentos, planejamento e inteligência de negócios. A Murad também buscou reduzir custos e aliviar o gerenciamento de hardware, ao mesmo tempo em que aumentava a continuidade dos negócios. Por fim, a Murad integrou a Oracle Cloud Infrastructure como parte de uma solução multicloud para trabalhar com a AWS, aumentando o desempenho entre 20% e 30%.

TIM Brasil

A TIM Brasil é uma empresa líder em telecomunicações que oferece serviços móveis de alta velocidade e banda larga para mais de 50 milhões de cidadãos em todo o Brasil. A TIM escolheu uma abordagem multicloud para impulsionar a transformação das aplicações diretamente ligadas à experiência do cliente. Ela escolheu o Oracle Interconnect for Microsoft Azure para aproveitar o melhor da OCI e do Azure. A TIM migrou 8.000 cargas de trabalho e 16 petabytes de armazenamento para a nuvem, resultando em uma redução de 50% no tempo necessário para lidar com consultas de atendimento ao cliente.

Descubra mais sobre soluções multicloud

Um ambiente multicloud geralmente é a escolha certa para as organizações equilibrarem preço, desempenho e agilidade em um mundo com muitos serviços e soluções baseados na nuvem. A Oracle Cloud Infrastructure oferece suporte a soluções robustas de várias nuvens, permitindo um gerenciamento mais simples e, ao mesmo tempo, minimizando complicações de integração e riscos de segurança.