Mudança nas atribuições do Diretor de RH (CHRO) na área da saúde

Margaret Lindquist | Estrategista de Conteúdo em Saúde | Fevereiro de 2023

Uma escassez mundial de profissionais de saúde deixará mais de 18 milhões de vagas abertas até 2030, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Embora os piores efeitos da escassez sejam sentidos pelos países de baixa e média renda, todas as nações enfrentarão o desafio de manter uma força de trabalho de saúde suficiente para atender às necessidades dos pacientes. Os Diretores de Recursos Humanos (CHROs) que trabalham para organizações de saúde terão o grande desafio de encontrar maneiras de superar essa dificuldade, e seu sucesso será medido por sua capacidade de contratar e reter funcionários, ajudando a garantir que eles tenham um desempenho de alto nível. Desenvolver médicos, enfermeiros, auxiliares e outros funcionários promissores e fornecer aos gerentes treinamento contínuo para ajudá-los a lidar com os desafios de uma força de trabalho em evolução são apenas algumas das responsabilidades do moderno CHRO da área de saúde.

O que é um Diretor de Recursos Humanos (CHRO, Chief Human Resource Officer)?

Os CHROs são responsáveis por desenvolver uma estratégia de pessoas que posicione a organização para o sucesso e informe as principais responsabilidades de RH, incluindo recrutamento, integração, treinamento, engajamento e retenção de funcionários e gerenciamento de desempenho. É uma posição corporativa relativamente nova que coloca o RH mais sênior de uma organização no mesmo nível que outros executivos C-level, dando a essa pessoa a oportunidade de influenciar e moldar a estratégia e os objetivos gerais da organização. Em parceria com o TI, os CHROs também são responsáveis por sistemas corporativos que alinham a força de trabalho com os objetivos organizacionais – por exemplo, sistemas de folha de pagamento que conectam salários e bônus ao desempenho no trabalho. Os Diretores de RH também são responsáveis pelos planos de saúde e programas de bem-estar

Principais conclusões

  • Os CHROs da área da saúde enfrentam enormes desafios, em particular, contratar e reter funcionários em meio à escassez de trabalhadores em todo o setor. A pandemia de COVID-19 e o competitivo mercado de trabalho tornaram decisivo que os CHROs se concentrem nas questões de bem-estar dos funcionários, como esgotamento, saúde mental e segurança física.
  • Os CHROs da área de saúde são responsáveis por ajudar a criar um ambiente de trabalho colaborativo e de suporte que seja propício para atrair e reter funcionários e, em última análise, oferecer melhores resultados para os pacientes.
  • Os CHROs do setor de saúde devem se afastar dos detalhes do dia a dia e ter uma visão mais ampla dos objetivos de longo prazo da organização. Eles antecipam necessidades, tendências e opções, em vez de apenas reagir a elas, e comunicam as prioridades em toda a corporação para gerar consenso.

Explicação sobre o cargo do Diretor de RH na área da Saúde

Trinta e cinco anos atrás, o líder de RH de uma organização de saúde se concentrava em tarefas básicas relacionadas à força de trabalho - incluindo manutenção de registros, contratação, demissão e administração de planos de saúde e aposentadoria. O CHRO da área de saúde nos dias atuais enfrenta enormes desafios de contratação e retenção de funcionários e, após a pandemia do COVID-19, eles também devem se concentrar em questões de bem-estar, como o burnout, saúde mental e segurança física. Enquanto isso, à medida que as organizações de saúde, pagadores e startups de tecnologia começam a convergir, os CHROs do setor serão responsáveis por recrutar e desenvolver novos tipos de talento e especialização. E, como os CHROs de outros setores, os da área de saúde precisam usar a análise de dados para informar todos os aspectos do que fazem, desde recrutamento e gerenciamento até remuneração e incentivos - e comunicar suas descobertas à liderança sênior.

Habilidades do Diretor de RH de Saúde

Todos os CHROs precisam de um instinto empresarial e habilidades excepcionais em comunicação. Mas os CHROs do setor de saúde precisam de conhecimento e experiência adicionais para lidar com várias responsabilidades específicas do setor. Por exemplo, talvez estarem a par de contratos complexos de sindicatos para determinados funcionários. Eles devem ser capazes de trabalhar próximo dos advogados da equipe para garantir que a organização esteja em conformidade com inúmeras regulamentações e leis governamentais. E podem precisar trabalhar com TI para garantir que os registros eletrônicos de saúde não sejam utilizados por funcionários ou hackers mal-intencionados. Veja a seguir algumas habilidades que todo CHRO da área da saúde precisa ter para ser bem-sucedido.

Inteligência empresarial

Os CHROs do setor da saúde precisam de um vocabulário que se estenda além da folha de pagamento e benefícios, pesquisas de funcionários e férias. Eles precisam entender os principais problemas e a linguagem do setor para que possam se comunicar de maneira eficaz com todos, desde o Diretor Médico até os anestesiologistas e os enfermeiros. Eles precisam entender de leis e regulamentos complexos de saúde e estar a par das regras de certificação para garantir que os funcionários estejam atualizados e possam trabalhar de acordo com as leis trabalhistas. Eles também precisam entender as necessidades de mudança de sua população de pacientes e como essas necessidades afetam sua força de trabalho - por exemplo, pacientes com Alzheimer apresentarão desafios muito diferentes dos pacientes em uma prática pediátrica. Embora as principais prioridades dos CHROs em 2023 – incluindo atrair médicos talentosos e desenvolver futuros líderes – são manter o comando do RH, o papel do CHRO está se expandindo para o design organizacional, gestão de mudanças e outras áreas.

Capacidade de observar as mudanças do setor

Os CHROs precisam saber identificar as mudanças no setor e determinar quando suas empresas devem passar por adaptações. Isso pode incluir mudanças de gerações, como o surgimento de dispositivos de computação pessoal onipresentes, resultando em uma força de trabalho mais experiente em tecnologia para quem não tem experiência no uso de sistemas de software. Ou, ainda, a mudança em direção ao cuidado baseado em valor, que une os pagamentos aos custos e qualidade relacionados aos cuidados em saúde. Ou mudanças provocadas por imprevistos, como a pandemia de COVID-19, que acelerou a adoção de consultas de telemedicina e aumentou o uso de serviços da enfermagem em viagens.

Visão cultural

A cultura da força de trabalho é a mistura de atitudes, percepções, crenças e tradições que definem o ambiente de atividades de uma organização. Os CHROs são responsáveis pelo cultivo e sustentação de uma cultura de trabalho vibrante e por direcionar as mudanças se essa cultura começar a levar as pessoas a sair da empresa. Os CHROs precisam alinhar a cultura da instituição à estratégia e marca corporativa de forma clara e objetiva. Para as organizações de saúde em particular, a cultura corporativa afeta mais do que a satisfação dos funcionários e a fidelidade do cliente; também afeta os resultados dos pacientes.

Avaliação de talentos

A avaliação de talentos é um elemento-chave do recrutamento, gestão de desempenho, desenvolvimento de carreira e plano de sucessão. É particularmente importante na área da saúde, onde a habilidade costuma ser muito especializada e sua qualidade afeta a vida dos pacientes. Encontrar os talentos certos geralmente significa desenvolver a equipe atual e realocá-los em novas funções. As empresas na área da saúde geralmente têm objetivos diferentes de outros setores - os gerentes de RH podem ser encarregados de reduzir o desperdício e os níveis de ruído, por exemplo. Avaliar o compromisso da equipe com esses objetivos é parte da exclusividade do setor de saúde.

Adaptabilidade

Os CHROs da área de saúde são adaptáveis e devem ser capazes de se afastar da crise do dia e ter uma visão mais ampla dos objetivos de longo prazo da organização. Na medida do possível, os CHROs flexíveis antecipam necessidades, tendências e opções, em vez de apenas reagir a elas, e comunicam as prioridades em toda a organização para chegar a um consenso. Os CHROs maleáveis são transparentes em seu processo de tomada de decisão e abertos a desafios e feedback que possam alterar o plano. Por exemplo, um CHRO adaptável para um sistema hospitalar que procura contratar mais enfermeiras registradas coletaria dados sobre onde a escassez é mais aguda, buscaria o conselho de profissionais da equipe e expandiria o processo de tomada de decisão para incluir especialistas terceirizados.

Liderança empática

As doenças mentais, devido ao estresse causado pela pandemia, ganharam destaque no setor. Um terço dos profissionais de saúde da linha de frente que responderam a uma pesquisa da Kaiser Family Foundation/Washington Post de 2021 disseram que precisavam de alguma forma de assistência médica mental. Uma das principais prioridades dos CHROs de saúde é usar sua inteligência emocional para criar uma cultura empática e solidária, que elimine o estigma em torno da busca por ajuda. Até mesmo programas que não pareçam estar relacionados à saúde mental – como horários flexíveis, assistência a creches e opções de trabalho em casa – podem melhorar o bem-estar dos funcionários.

Desenvolvimento de líderes

É fato que as pessoas não trocam seus trabalhos, elas trocam de gerentes sem preparos. Os CHROs da área de saúde mais experientes priorizam o desenvolvimento dos líderes e gerentes de suas organizações em todos os níveis por meio de programas formais de treinamento e feedback contínuo. Os líderes de saúde precisam de todas as qualidades de que qualquer outro líder precisa – mas também precisam de profunda empatia pelos pacientes e uma compreensão clara das funções de todos os envolvidos nas equipes de atendimento. O líder e gerente ideal é alguém que inspira, envolve e motiva os funcionários e exemplifica os valores da organização.

Principais funções de um Diretor de RH na área de Saúde

Os melhores CHROs preenchem a lacuna entre os objetivos estratégicos do C-level e as necessidades do restante da força de trabalho, combinando negócios experientes e habilidades pessoais com liderança empática. Veja a seguir sete funções de um CHRO bem-sucedido na área da saúde.

Estabeleça, mantenha, melhore e comunique a cultura no local de trabalho

Os CHROs da área da saúde, trabalhando com outros membros do C-level, ajudam a construir e manter uma cultura de trabalho que atrai pessoas talentosas, as mantém engajadas, promove a inovação e conduz à prestação de cuidados de primeira linha aos pacientes. Na área da saúde, a cultura vai multo além de "um excelente lugar para trabalhar" Uma pesquisa do National Health Service, nos EUA, mostra que a cultura organizacional de saúde disfuncional resultou em maiores taxas de mortalidade dos pacientes. Para promover uma cultura positiva no local de trabalho, os CHROs da área de saúde estão criando programas de orientação e projetos contínuos de mentoria, projetados para adaptar os funcionários a seus novos ambientes e colegas de trabalho. Eles também estão oferecendo aos colaboradores oportunidades de fornecer feedback à gerência por meio de pesquisas regulares e outros canais.

Ajudar a diretoria e o conselho de administração

Os CHROs desempenham um papel único no C-level: geralmente são considerados os membros emocionalmente mais inteligentes do grupo e também representam a “voz do funcionário” nas discussões com outros executivos de C-level, que podem ser isolados de preocupações gerais dos trabalhadores. Os CHROs precisam levar as solicitações dos empregados para mudanças nas práticas de trabalho – como horários mais flexíveis, melhor suporte à saúde mental e opções de serviço remoto – ao C-level para sua consideração. O CHRO também está envolvido no plano de sucessão dos diretores.

Além disso, os CHROs aconselham a gerência sênior em tudo, desde segurança física, saúde, segurança ambiental até imóveis e instalações. Outros diretores executivos estão reconhecendo o papel estratégico do CHRO. Em um relatório da Accenture de 2023, 87% dos CEOs entrevistados disseram que o CHRO deveria desempenhar um papel para garantir o crescimento lucrativo de longo prazo de sua organização, mas apenas 45% disseram ter criado as condições para permitir que o CHRO o fizesse.

Divulgar a proposta de valor do funcionário

A proposta de valor do funcionário consiste em todas as ofertas da empresa para atrair e reter as pessoas. O básico são salários e benefícios competitivos, mas as principais organizações de saúde também se concentram em outros fatores, como oferecer programas de bem-estar aos trabalhadores, ajudá-los a melhorar seu equilíbrio entre vida pessoal e profissional, oferecer horários flexíveis e criar processos de gerenciamento mais transparentes. E assegurar que seus colaboradores conheçam essas iniciativas.

Interagir com a força de trabalho

Criar uma cultura de engajamento dos funcionários é uma maneira dos CHROs do setor de saúde reduzirem as taxas de rotatividade e melhorarem a satisfação dos trabalhadores. Essa interação começa ouvindo os funcionários. Os métodos variam desde “rodadas”, em que líderes seniores e gerentes caminham pelos corredores, conversando com os colaboradores e pacientes, até o desenvolvimento de pesquisas que solicitam informações dos empregados sobre horários de trabalho, relações com pacientes e familiares, novas diretrizes e outras questões. As CHROs precisam encontrar um equilíbrio entre pedidos desagradáveis e repetitivos de feedback e pesquisas que são tão raras que os trabalhadores desconsideram o impacto que podem ter.

Melhorar o desempenho geral

Antes que os CHROs da área da saúde possam promover melhorias de desempenho, eles precisam entender o que significa uma atuação forte dentro do contexto da sua organização. Alta produtividade segmentado por cargo? Mais cirurgias? Maior rendimento geral do paciente? Mais receita e lucro? Melhores resultados por paciente? Maior satisfação do cliente? E como todos os indicadores de conduta serão medidos - quais dados serão necessários? Alguns indicadores, como a satisfação do cliente, são difíceis de medir, em comparação com outros, como o faturamento.

Desenvolver equipes

Os CHROs da área da saúde inevitavelmente têm muitos cargos a preencher a qualquer momento e sabem que não podem recrutar para todos eles. Eles precisam identificar os funcionários que podem crescer em determinadas posições, identificar quais tipos de habilidades e experiência eles precisam e ajudar a traçar um roteiro de carreira, o que inclui obter o treinamento necessário. De acordo com o estudo AI at Work da Workplace Intelligence, 83% dos funcionários querem fazer uma mudança de carreira, mas enfrentam obstáculos como falta de oportunidade de crescimento interno e falta de confiança em sua capacidade para fazer uma transição. Cabe ao CHRO ajudar a remover esses obstáculos, e a tecnologia pode ajudar. 85% dos funcionários entrevistados disseram que desejam acesso à tecnologia para ajudá-los a identificar lacunas de habilidades, recomendar maneiras de aprimorar seu desempenho e fornecer os próximos passos para o crescimento na carreira.

Ser apaixonado por tecnologia

A maioria das empresas de saúde usa a tecnologia básica de RH para gerenciar folha de pagamento, benefícios, recrutamento e treinamento. Mas muitos não estão aproveitando os recursos dos pacotes de aplicações de gerenciamento de capital humano (HCM) pelos quais já pagam. 66% dos CHROs que responderam a uma pesquisa PwC Pulse de 2021 disseram que um dos principais desafios é implementar sistemas e ferramentas de RH, e 63% disseram que estão contratando profissionais de RH com conhecimento digital. A Prospect Medical Holdings, responsável por 17 hospitais e 165 clínicas médicas em cinco estados, está aproveitando ao máximo seu novo sistema HCM baseado em nuvem, que substituiu inúmeros sistemas desconectados, para rapidamente acessar informações sobre todos os 17 mil funcionários. Além de muitos outros recursos, o sistema suporta agendamento flexível, envia notificações aos funcionários quando é hora de fazer uma pausa e permite que o gerenciamento envie comunicações regulares para ajudar os trabalhadores a se sentirem mais conectados à organização.

Seja um Diretor de RH bem-sucedido com as tecnologias da Oracle para Gestão de Capital Humano (HCM, Human Capital Management)

Entre os muitos recursos do Oracle Fusion Cloud Healthcare Human Capital Management está sua aplicação de recrutamento inteligente, que ajuda os empregadores a promover eventos de contratação, identificar os melhores candidatos, iniciar conversas com os selecionados e orientar perspectivas através do processo de candidatura a uma vaga.

Sucesso! Você contratou as pessoas certas e agora precisa simplificar o processo de integração delas. O Oracle Cloud HCM oferece orientação personalizada aos novos contratados para ajudá-los a se integrarem facilmente à organização. E quando chega a hora de começar a explorar novas oportunidades, o Oracle Cloud HCM fornece ferramentas para criar um roteiro de desenvolvimento de carreira personalizado completo com metas, tarefas e resultados-alvo, para ajudá-los a se preparar para a próxima etapa em suas carreiras.

Reforce as boas decisões que você tomou sobre contratação e desenvolvimento profissional, rastreando, medindo e melhorando a cultura organizacional. O Oracle Cloud HCM ajuda os empregadores da área da saúde a facilitar a comunicação bidirecional com os funcionários e a analisar seus comentários para aprimorar essa cultura.

O ritmo da mudança no setor de saúde está mais acelerado do que nunca, e os CHROs precisam estar preparados. Novos surtos de doenças, uma escassez de trabalhadores em toda a indústria, novas regulamentações governamentais, novas ameaças à segurança digital e física e o aumento da concorrência são apenas alguns dos desafios que enfrentam. A força de trabalho da área da saúde está mudando, assim como os médicos mais velhos e a equipe de suporte se aposentam e são substituídos por nativos digitais com atitudes diferentes em relação ao equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Preparar a organização e seu pessoal para tais mudanças é a maior responsabilidade do CHRO, que é fundamental para salvar vidas.

Descubra como o Oracle Cloud HCM oferece a solução HCM na nuvem mais completa e unificada

Seção de Perguntas Frequentes sobre as mudaças nas atribuições dos CHROs

Quais são as responsabilidades dos CHROs?
Os CHROs fazem parte do C-level —o maior cargo de executivos dentro de uma empresa. O CHRO supervisiona os recursos humanos e as relações trabalhistas e é responsável por desenvolver e executar a estratégia de RH e comunicar os problemas da força de trabalho à equipe de gerenciamento executivo e ao conselho de administração.

Quais são as qualificações de um CHRO?
As qualificações dos CHROs variam de empresa para empresa. Alguns possuem mestrado em gestão de recursos humanos. Ou migraram de outros departamentos da empresa, como das vendas, dos serviços de consultoria e desenvolvimento corporativo. Outros conquistam a diretoria partindo de níveis menores dentro da área de RH.

Quanto tempo leva para se tornar um CHRO?
Geralmente requer pelo menos 15 anos de experiência, com um mínimo de cinco anos de experiência executiva em RH, para se tornar um CHRO, de acordo com a Society for Human Resource Management.

Captura de tela Solicite uma demonstração do HCM

Descubra como o Oracle Cloud HCM oferece a solução HCM na nuvem mais completa e unificada